14h57 10/10/2017
Adidas vai romper com Milan antes do término do contrato, afirma jornal

O jornal italiano Gazzetta dello Sport publicou nesta terça-feira que a Adidas vai romper seu contrato com o Milan no final da temporada 2017-18, antes do término do acordo entre as duas partes, que prevê encerramento em 2023.

Além de noticiar o encerramento, o periódico diz que essa decisão é irreversível, foi tomada pela alta diretoria da empresa alemã e que as principais marcas favoritas a assumir o posto são Under Armour e a New Balance.

O jornal adiciona que a Nike também aparece como candidata, mas o fato de ela ser parceira de longa data do principal rival, Inter de Milão, atrapalha bastante o desejo de maior exclusividade da diretoria milanista. Diz também que acredita que nenhuma marca oferecerá um valor maior que o pago atualmente pela Adidas.

Em 2013, a Adidas renovou com o Milan em acordo que duraria mais dez anos, com o pagamento de 19,7 milhões de euros (R$ 73,63 milhões) por temporada para a equipe milanista.

Esse valor está possivelmente entre os 20 maiores do futebol, mas longe dos três maiores, como Barcelona, Manchester United e Real Madrid (ainda em vésperas de negociação).

Como o jornal não deu explicações sobre o possível motivo, podemos conjecturar, caso a afirmação seja realmente verdadeira, que a Adidas possa estar vendo o Milan como um parceiro que não vem dando lucros ultimamente, já que faz tempo que não chega nas retas finais dos torneios europeus e não tem jogadores que façam as camisas vender em grande número.





últimas notícias

veja todas as notícias