11h41 08/09/2016
Nike ofereceu R$ 431 mi ao Real Madrid para substituir Adidas, diz jornal

A Nike ofereceu uma oferta muito tentadora de 120 milhões de euros (cerca de R$ 431 milhões por temporada) ao Real Madrid para substituir a Adidas como nova fornecedora do clube espanhol, de acordo com informações do jornal catalão Sport, que pegou como base a entrevista do diretor do site “OKDiario”, Eduardo Inda, concedida ao programa “El Chiringuito” TV, de Barcelona. Mesmo que esse valor seja um “blefe” da marca norte-americana – o que tem de tudo para não ser, a Adidas se encontra encurralada já que a Nike já tem um predomínio na Espanha com Barcelona e Atlético de Madri. Ou seja, a empresa das três listas vai ter de fechar um acordo perto desse valor, caso contrário deve perder seu vínculo com o Real madrid.

No começo do ano, o também jornal espanhol Marca havia publicado que o Real Madrid estava próximo de assinar uma renovação com a Adidas por 140 milhões de euros, 20 mi a mais que a suposta proposta da Nike. Atualmente, a marca alemã paga ao time blanco cerca de 40 milhões de euros por temporada.

Design de camisa montado pela ilustradora Nerea Palacios
Foto: Reprodução

O Real Madrid quer, claro, que a renovação aconteça perto desses valores informados, já que na última temporada os acordos trabalharam com números altos, como o recordista entre clubes vínculo do Manchester United também com a própria Adidas. Foi acordado um valor de 98 mi de euros, mas com o contrato é baseado em metas estipuladas de desempenho, entre elas a classificação para competições europeias e o rendimento nesses torneios, podendo assim o valor variar para baixo caso a equipe não vá bem.

Adidas apaga sugestões de camisa do Real com cores do Barcelona

O “ciúme” dos clubes com esse valor acordado com o Manchester United chegou até a diretoria do Barcelona, que não se conteve e quis logo mostrar que seu próximo fornecedor terá também que abrir os cofres. O vice-presidente do Barcelona, Javier Faus – conhecido por não economizar em suas declarações -, havia revelado que o Barcelona recebe em média 60 mi de euros da Nike anualmente e que esse valor terá de ser revisto em breve.

Real Madrid em posição privilegiada, e Adidas encurralada

Diante de todo esse quadro, o Real Madrid tem, sim, o direito e status para exigir um contrato milionário, já que é mais vitorioso que o Manchester United (incluindo o fato de ser o atual campeão da Liga dos Campeões) e é o clube que mais vende camisas de futebol no mundo há pelo menos quatro anos, números conquistados principalmente pela venda de mantos do Cristiano Ronaldo.

Além dessa posição privilegiada, o Real Madrid tem outra carta na manga, que é o fato de que a Nike perdeu na última temporada dois clubes importantes: o Manchester United e a Juventus. Ou seja, a marca do Swoosh pode realmente virar o jogo para cima da Adidas, e a marca alemã, como já dito anteriormente, não tem saída a não ser fechar um acordo que gire em torno de 120 milhões de euros, mais uma vez um recorde de vínculo entre um clube de futebol e uma marca esportiva. Se não fizer isso, a Adidas deve perder o Real Madrid para a Nike.

Siga o Guia do Boleiro no Twitter e no Instagram





últimas notícias

veja todas as notícias