10h16 06/01/2016 - Atualizado às 11h58 06/01/2016
Goiás assina com Dry World, e Kappa se revolta com “traição”

Depois de fechar contrato com o Fluminense, a empresa canadense Dry World anunciou nesta segunda-feira um acordo com o time do Goiás. Horas depois, no entanto, a empresa Kappa emitiu uma nota oficial com tom de perplexidade e certa revolta por ratificar que o clube goiano já tinha um contrato acertado com a marca italiana com vigência até o final de 2017. 

“A KAPPA vem a público informar sua total surpresa ao saber, via imprensa, que o parceiro Goiás Esporte Clube assinou com outra empresa para o fornecimento de material esportivo. A companhia também demonstra perplexidade ao saber que o clube foi procurado mesmo tendo contrato vigente até o fim de 2017... O Departamento Jurídico da KAPPA tomará as medidas cabíveis para que o acordo não seja cancelado”, diz a nota emitida pela marca (leia íntegra abaixo).

LOJA GUIA DO BOLEIRO: gb lança loja com camisetas exclusivas e temáticas

O próprio Goiás divulgou uma nota nesta segunda-feira, antes da mensagem da Kappa, com alguns detalhes da negociação e com uma imagem do presidente executivo do Goiás EC, Sérgio Rassi, e o diretor de Marketing do Verdão, Elias Júnior, assinando um contrato que leva a imagem da Dry World.

Em janeiro de 2015, o Goiás fechou um acordo de três anos com a Kappa, e os uniformes foram lançados ao longo do ano. A nota emitida pelo Goiás nesta segunda-feira, entretanto, diz que a Dry World será, por acordo de cinco anos, a nova fornecedora de uniformes a partir desta temporada (2016), parceria que entra em conflito com os dois anos ainda vigentes do contrato com a Kappa.

Neymar pode ser o 1º jogador de futebol a ter tênis de basquete Air Jordan

A nota divulgada pelo Goiás não diz os valores e condições do contrato, mas eles devem ser maiores que o que a Kappa atualmente oferece. O do Fluminense com a Dry World chega para ser um dos maiores do futebol brasileiro e retirou a gigante Adidas das Laranjeiras. Vale lembrar também que com a valorização do Dólar frente ao Real e, por consequência, do Dólar Canadense perante à moeda nacional, as marcas estrangeiras estão com um poder de aporte grande nos últimos meses.

No começo do ano passado, a Puma se indignou com o São Paulo e afirmara que o clube tricolor havia assinado um pré-contrato com a marca alemã antes de acertar parceria com a Under Armour. Na época, o time tricolor encaminhava a substituição da Penalty por uma nova fornecedora de uniformes.



publicidade

publicidade

publicidade



últimas notícias

veja todas as notícias

publicidade

publicidade

publicidade