08h56 09/05/2015
Raio-X: Brasileirão tem disputa paralela entre fornecedoras de uniformes

O Campeonato Brasileiro 2015 começa neste sábado e, com ele, uma disputa paralela entre as marcas patrocinadoras dos vinte clubes da elite do futebol brasileiro. Em quantidade de equipes, Adidas, Umbro e Nike dominam o torneio, contando com 14 das equipes, enquanto outras seis marcas dividem os times restantes. Na disputa pelo título mais importante do calendário nacional, no entanto, as estratégias variam muito.

Conheça as camisas de todos os times para o Brasileirão 2015:

Adidas e Umbro, por exemplo, apostam na quantidade. Cada uma das marcas conta com cinco times em seu portfólio neste Brasileirão. Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Ponte Preta e Sport são vestidos pela marca alemã, enquanto Atlético-PR, Chapecoense, Grêmio, Joinville, Vasco têm acordos com a empresa inglesa.

Serviço: Preços e informações sobre ingressos da 1ª rodada do Brasileiro

Em ambos os casos, estão presentes tanto times grandes, com potencial de lutar pelas primeiras posições quanto equipes de menor expressão, que garantirão bastante exposição para as marcas mesmo que não consigam fazer campanhas boas o suficiente para disputar o título ou vagas na Libertadores.

Atual bicampeão, Cruzeiro é a aposta única da Penalty no Brasileirão 2015
Foto: Divulgação

A Nike, que vem na sequência com quatro times, tem estratégia similar à da Adidas, com três times dos considerados grandes - Corinthians, Internacional e Santos) e apenas um de menor expressão, o Coritiba (que, mesmo estando um degrau abaixo, é um dos clubes mais tradicionais do país). De todas as marcas presentes na competição, provavelmente é a mais confiante em ter pelo menos uma de suas equipes disputando o título até o final.

Veja também: Onde assistir os jogos da primeira rodada do Brasileirão

Entre as seis marcas que têm apenas um time patrocinado, é possível identificar claramente dois perfis de estratégia. Primeiro, um grupo de empresas que propositalmente decidiram apostar todas as suas fichas em apenas um time, mas que tenha potencial para ser campeão. E, depois, marcas com menos recursos, que não poderiam patrocinar muitas equipes ou uma favorita, mas que mesmo assim mantêm parceria com times que dificilmente se destacarão no torneio, garantindo alguma exposição de marca.

Umbro é uma das marcas mais presentes, patrocinando cinco equipes
Foto: Divulgação

No primeiro grupo, aparecem a Penalty, que patrocina "apenas" o bicampeão Cruzeiro, a Under Armour, que chegou ao mercado brasileiro vestindo o São Paulo, e a Puma, que patrocina exclusivamente o Atlético-MG na Série A. No segundo, estão a Fila vestindo o Avaí, a Lupo com o Figueirense e a Kappa com o Goiás.

São Paulo apresenta seus novos uniformes feitos pela Under Armour

Mesmo antes do Brasileirão, uma coisa já se pode afirmar: assim como acontece no aspecto esportivo, fora de campo a competição nacional também tem muito mais concorrentes do que acontece na Europa. Nas principais ligas do velho continente, geralmente dois ou três times têm chances reais de ser campeões (e quase sempre são patrocinados por Adidas, Nike ou Puma). Por aqui, pelo menos metade dos vinte participantes podem sonhar com o título. E pelo menos seis marcas acreditam que podem ser campeãs junto. 



publicidade

publicidade

publicidade



últimas notícias

veja todas as notícias

publicidade

publicidade

publicidade